Clarice Lispector

"O que eu sinto eu não ajo. O que ajo não penso. O que penso não sinto. Do que sei sou ignorante. Do que sinto não ignoro. Não me entendo, e ajo como se me entendesse."

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Jurei...

Não sei exatamente o que dizer
Jurei-te que estaria aqui
Mas doía em mim todas as vezes que te via
E não podia te tocar
Te sentia e não podia te amar
Quis te amar e você amava outro
Quis provar que por você eu fico louco
Sonhei que um dia estaríamos juntos
Pensei que esse sonho fosse real
Mas só provei desse amor superficial
Busquei por ser o seu aedo
Sem saber o que te faria
Te busquei, te chamei
Até que desisti de te encontrar

Um comentário:

james_lopez disse...

its really a heart touching poem and you wrote it fantastically. The lyrics are mindbogglingly.Online cheap essay writing company helped to find this blog. Thank you so much