Clarice Lispector

"O que eu sinto eu não ajo. O que ajo não penso. O que penso não sinto. Do que sei sou ignorante. Do que sinto não ignoro. Não me entendo, e ajo como se me entendesse."

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Escrever por descrever

Disparou, o meu coração ao te ver
Nosso olhar se encontra no silêncio
A léguas sinto seu perfume
Focalizo, pra não te perder
No espaço

Ouço sua voz
Mas não, não é você
De mim, sai mais um pedaço
Partem-se os destroços de minh’alma
E morre aquela que deveria viver

Não sei porque ainda penso
Não entendo como ainda sonho
Em, tão somente, sentir seu abraço
E como disse o poeta:
“Se uma lágrima verter
Isso me basta”
Se um sorriso se abrir
Só isso me acalma
Mas se ao teu lado estiver
Oh, amor!
Isso te eternizaria

Outrora...

Penso se tudo o que aconteceu foi verdade
Ou se realmente era só ilusão
Dói menos acreditar que foi verdade
As palavras, ditas em silêncio
A emoção descrita em cada olhar
O aconchego ao segurar sua mão
O calor que envolveu as nossas almas
Desequilibrei-me ao ouvir sua voz
Aquele friozinho que me congelou
Aquele sorriso que me derreteu
Quis que aquele instante durasse pra sempre
Mas nada é pra sempre
Sem que se renove
Agora guardo comigo as lembranças
Os sorrisos e emoções
Os acordes e canções
A adrenalina mais que perfeita
E hoje quero que você esteja bem
E somente peço que sonhe comigo
Ao menos uma vez
E que nunca esqueça
Ou torne banal
Aquilo que uma vez aconteceu
E não se engane
Esse sentimento não é de agora
Mas quem sabe um dia...
Outrora...

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Hoje (música do Pimentas do Reino)

Hoje doeu no meu peito não ver teu sorriso, por eu te magoar.
Hoje eu angustiado, pois vi apagado, o brilho do teu olhar...
Hoje nós dois nos abrindo mais, nós dois descobrindo mais, pra não nos fechar
Pois sim, nem só de carinho, nem só de beijinhos, o amor viverá.
Pra nós é mais importante, como nós agimos, na hora da dor.
Acho, lhe dá com a verdade, com sinceridade, ser base pro nosso amor...
Eu quero estar crescendo do teu lado, eu quero estar crescendo do teu lado, eu quero estar crescendo do teu lado...
Eu quero ser o teu melhor amigo, eu quero ser um eterno apaixonado, eu quero estar crescendo do teu lado..
Laalaalaa..
Laaalaala..
Laalaalaa..

Eu quero desvendar os seus mistérios, você pra mim é um caso muito sério, eu quero estar crescendo do seu lado...
Se o teu coração não se fechar pra mim, se o teu coração se abrir muito mais,
eu quero estar crescendo do seu ladooo...

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Não tenha medo

Coração, por que você está desse jeito?
Quem foi que te deixou assim
Até que se encontre o culpado
A culpa é somente minha
Tentei evitar te fazer sofrer
E agora vejo que te impedi de viver
Sufoquei você
Pra que o mundo aqui fora
Não te atingisse com uma bala perdida
E do que foi que adiantou
Agora você está em seu leito
Não posso perder você
A vida não terá mais sentido
Volta! Volta a viver
E não tenha medo de sofrer
E não tenha medo de ser feliz
Assim é a vida
Só não pode deixar de viver...


Sua presença


Eu não quero me apaixonar
Eu não vou
Mas é tão mais difícil quando a sua voz não saída minha cabeça
E o seu cheiro não da sai da minha mente
O seu abraço ainda é tão real
E ainda não sou forte como queria
Mas vai passar
Tem que passar
E aquela música me atormenta
E nela, sua voz se destaca
Se eu pudesse arrancar meu coração
Só enquanto ele sara
Seria menos doloroso
Enquanto ele se recupera
Minha voz se cala ao te ver
Minha alma canta ao te encontrar
Mas meu coração grita:
Não! Não faça isso comigo!

Adeus


Se você soubesse quanto tempo levei pra te esquecer
Apagar da memória o que nem aconteceu
E hoje dizem pra mim que só o tempo dirá
Dirá se vou novamente superar
Ou se dessa vez ele vai me vencer
Enquanto isso seguro aquela lágrima nos olhos
E o que meus olhos queriam é te alcançar
Posso te ouvir cantar a distância
Enquanto as batidas do meu coração te acompanham
Encerre já está melodia
Foi o que minhas lágrimas gritavam
Quando tentei fugir do alcance da sua voz
Seria tudo tão mais fácil
Se eu tivesse a certeza de que não vou sonhar com você
Ao cair da noite
Nunca tive medo de dormir no escuro
Ainda não tenho medo de escuro
Mas tenho medo de dormir e sonhar com você
Acordada, até tento controlar meus pensamentos
Mas o coração, não dá
Não dá pra desacelerar ao ouvir sua voz
Conto os segundos pra te ver
Só pra dizer adeus
Quem sabe essa palavra mágica
Possa resolver os meus problemas...

Brincando de ser poeta


Cheguei a pensar que sou poeta
Talvez até seja
Se poeta for escrever e dizer, sem viver
Se poeta for falar de amor
E viver em poesias que retardam a dor
Não creio mais no que digo
Alguém diga pra mim
Pra que eu possa acreditar
Que amar é tão bonito
Que chega a não ter descrição
Vivendo em sua imensidão
E em sua total grandeza

Fazendo agora minha função
Deixo escritas aqui minhas lágrimas
Lágrimas de quem sabe que não se foge do amor
Mas que prefere morrer tentando
A viver sofrendo
Pior do que condenar-se ao último suspiro
É se condenar a não viver nenhum sentimento
Não foi eu quem disse que amar é viver?
Mas pude até prever o sofrimento
Então agora é pegar a borracha
E apagar da minha alma
Os textos que estão descritos Você
Você que se quer sei quem realmente é
Só que acabou meu tempo
De montar esse quebra-cabeça
Zerei o cronômetro
E então acabou o jogo
Brincadeira de criança ou de poeta?
Se ainda não sei quem você é
E ainda não sei quem sou
Deve ser apenas uma piada de mau gosto
Algum trote que a vida me passou
Ah, Vida! Isso não se faz!
Amar não é de brincadeira.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Amoreee *--*

E já que você não está aqui
O que fazer?
Chorar, por não ter alguém como você por perto?
Ainda bem que não tem igual
Se não fosse assim, perderia toda graça
Te gritar com a esperança de que possas me ouvir?
Prefiro esperar
E só então sussurar
O quanto você tem importado pra mim

Então vamos crer
Que não vou entorpecer com a sua presença
E quando a distancia serparar
enlouquecer por sua ausência
Que loucura!
Pareço estar em abstinência
Se, que estou enlouquecendo é o que você pensa
Então, posso apenas confirmar
Foi o que até mesmo estranhos viram no meu olhar
Ao sorrir sozinha
Andando a esmo
Sem rumo

Talvez buscando a felicidade
Que em tão pouco você conseguiu passar
Buscando a sinceridade
Que tão rapidamente encontrei no teu olhar
Velhas amizades parecem nem conseguir superar
Aquilo que encontrei no teu sorriso
Acho que encontrei meu amigo!
Será que você pode me dizer?
Ou vai mesmo preferir me enlouquecer?
Enquanto conto os segundos pra te ver
Como se tudo fosse como da primeira vez

Beijokas e Pipokassssss !!!!!!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

As cores do amor

(Fernanda Brum e Emerson Pinheiro)

Se eu pudesse descobrir todas as cores do amor
Saber se é branco como a paz ou azul da cor do mar.
Se eu pudesse descobrir os segredos do amor
Seria como desvendar mistérios deste teu olhar.

O amor não é cor ele é simples demais
Como a brisa ele vem no frescor da manhã
Mas foi no teu olhar então que eu pude perceber
Que as cores do amor vejo em você.
Não há mistérios no amor que há em você
Porque as cores do amor vejo em você
Não há mistérios nem segredos
No amor que agora eu vejo, em você...

"E se não vai durar, então que acabe logo..."

Então vou perder os sentidos
Vou perder a direção
E ganhar a consciência de um ser embriagado
Com seus sentidos mergulhados
Em um mar de solidão
Em um mar de imensidão
No infinito fim de um pensamento
No cume da opinião
E se não vai durar
Então que acabe logo
E se vai ter que acabar
Que seja divertido
Não vou ser alvo de piadas
Vou rir dos seus sentimentos
Será que eles realmente existem?
Então não sei mais

Dizendo à você

Alguém me lembrou de escrever a você
Com o que eu diria se estivesse aqui
Depois de muito pensar
Entendi que só diria que te amo
Não o quanto eu te amo
Isso você iria descobrir
Não porque eu te amo
Pois isso, eu mesma não sei
Não quando te amei pela primeira vez
Pois me parece ser eternamente
Sem começo e sem fim
Não se existem motivos pra esse amor
Acaso não são os motivos que põem limites as circunstâncias?
Como pode existir motivos,
Para algo tão imensurável,
Infinitamente incontável,
Completamente incondicional
E eternamente eterno?

domingo, 24 de julho de 2011

Não se vá


Nunca pensei ter que escrever desta forma. 
Nunca quis que chegasse a este ponto
E ainda não quero que você se vá.
Quero que você fique aqui, tão perto de mim.
Não, por favor, não se vá.
Em prantos, te peço
Se ainda puder ouvir as batidas do meu coração,
Não se vá!
Eu não pensei que fosse ficar tão triste por isso
Mas foi bem mais forte do que eu
Novamente, fui fraca
Mas prefiro ser fraca a perder você
Prefiro que não me veja aqui
Mas, ainda assim que não me deixes só
Não vou repetir aquelas palavras se você não quiser
Mas se for preciso gritarei ao mundo inteiro que te amo
Pra que você não vá embora.
E nesse instante
Ao ver que tantos não acreditam mais em você
Até consigo compreender que você queira ir
Mas ainda assim não quero, não se vá
Foi você quem me ensinou a ser assim
E agora, o que vou fazer?
Farei o que for preciso
Só não me peça pra te esquecer


sábado, 16 de julho de 2011

Dez coisas que mais gosto

A Sam, do Mind's Ways, indicou-me esse tag.


Antes de respondê-lo, as regras:

- Divulgar quem passou a tag.
- Postar dez fotografias com as coisas que mais gosta.
- Indicar blogs para participar.

Deus


Família


Amigos


Música


Escrever


Fotografar


 Química



Sentimentos


Desafios


Curiosidades





- Passo para:
Marcos de Sousa ( O mundo sob o meu olhar )
Juliane Bastos ( O que um coração sente )
Alana Araujo (Sem intenções )
Ana Karine ( ...Viver e não ter a vergonha de ser feliz... )


PS: Não só passo esse Tag, mas também SUPER INDICO esses blogs.



terça-feira, 12 de julho de 2011

Clarice Lispector


Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.



quinta-feira, 7 de julho de 2011

O tempo


O tempo é muito lento para os que esperam
Muito rápido para os que tem medo
Muito longo para os que lamentam
Muito curto para os que festejam
Mas, para os que amam, o tempo é eterno.


William Shakespeare

Por que ainda não sabes quem eu sou?

Eu não sou a imatura, infantil, ou coisas do tipo que "todos" imaginam
Ou pelo menos que você tem imaginado muito que eu seja
Do tipo que não tem ideia própria
Ou que é super bobinha
Tudo bem se você quer acreditar nisso
Mas quando eu disser o que eu realmente penso:
"Não se surpreenda"
Por que eu nunca disse que sou a melhor pessoa do mundo
Mas uma coisa eu disse e repito
Te amo, criança.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

"O vírus do amor ao livro é incurável, e eu procuro inocular esse vírus no maior número possível de pessoas."
JOSÉ MINDLIN - Bibliófilo e escritor brasileiro

sábado, 2 de julho de 2011

Deixe Fluir

Deixar que no deslize da pena,
desenhe-se letras combinadas,
formas, sentidos, cores,
palavras bem traçadas
contando de outros,
histórias de amores,
desditas, enganos,
versados nas rimas,
que no papel dançam
sonhos imaginados
em poemas contados.

( Reblogado de um comentário de Fractais de Calu)

Aos amores

Aos carentes de um amor verdadeiro
Aos amantes da vida
Aos "românticos insaciáveis"
Lembrem-se:
Palavras sábias de pessoas tolas
também são conselhos a seguirem
Ouçam as palavras da voz de um coração
Que grita
Grita para ser ouvido
Grita para tornar silencioso o choro
Daquele que tanto ama
Amor de amigo
Amor de amante
Amor insasiavel
Que quer calar a voz dos que o fazem mal
Por que quando o amor se transforma
Esquecemos que um dia amamos
Porque o amor não acaba
Não se deixa de amar um amigo
Não se deixa de amar um amor
Só o que muda é a visão do apaixonado
Que deixa de ver colorido
Porque esquece
Que amar é aprender a viver
E que viver só faz sentido ao descobrir o amar
Amor é tudo
É o vento na brisa do mar
É o sol escaldante do deserto
É a poeira que não se pode alcançar
Não se pode domar
Tão pouco controlar
Assim como a poeira
Levada pelo vento
E refletida ao sol
Do amor não se corre
Nem oposto, nem em direção
Engano comete quem acha que o pode alcançar
Deixe-o livre
Voando...
E ele virá
Como a andorinha que busca seu ninho
Como o exausto ao descanço procura
Ele virá...
E irá de encontro ao seu coração
Ah... Quando ele encontrar o seu ninho
E em repouso descansar
Não espere nada em troca
Ame por amar
Viva por viver
Sem medo de entender o que amar
Porque amor não se ensina, não se corrige
E nem recebe nota
Amor é como a musicalidade
Que não se alcança
É como o tom inalcansável
Que almejamos simplesmente senti-los dentro de nós
É o acorde silencioso
Que ecoa em corações apaixonados
Insaciavelmente apaixonados

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Medo...


Medo de colocar a coisa errada nesse abismo que se formou dentro de mim
Será que saberei o que fazer quando se consumar enfim?
Não sei se estou agindo errado
Mas sei que esse não vai ser o meu maior erro
Meu maior erro, foi naquele dia
Por tê-lo deixado ir

Antes de parar de pensar em você
Penso em muitas outras coisas...
Penso em como você deve estar feliz
E em como eu me alegro por isso
Mas também me lembro do vazio
Pra te ver feliz
E me entristeço
Então lembro que você também quis me ver feliz

E só então percebo
Que esse abismo
Não é assim tão real
É mais como um relevo incerto
Com vales de tristeza
E picos de felicidade
Infinitos...

E o pior é quando vejo
Que a erosão
Que aplanou os vales do meu coração
Não veio mais de você...

Solução


Grandes motivos
As piores situações
Dentro de um só coração
Tão fortes emoções
Como perceber?
Como entender os motivos dessa vida?
Por que se apaixonar?
Por que não mais chorar?
Por que querer tentar
E ainda assim evitar?
Evitar sofrer
E em momentos da vida
A resposta parece ser
A mais óbvia possível:
Não mais chorar
Não mais clamar
Pela ajuda daqueles
Que não podem mais mudar
O que aconteceu?
Por que você está assim?
Coração, nem eu te entendo mais
Sei que o que você quer é paz
Mas então por que sofrer?
Quando não consegue mais amar
Por que sofrer?
Quando chorar por amor é a solução...

Segurança

Não posso mais acreditar
Por que todas as coisas se repetem?
Não vou continuar
Sabe aquelas coisas que nem os amigos entendem?
Não vou mais me perder
Dentro dos meus pensamentos
Não vou mais confundir
E trocar os sentimentos

Por que as coisas são tão simples
E ainda assim devemos complicar
Reconhecer nossos limites
E aprender de novo a amar
Esquecer o teu passado
Não pensar nem no futuro
Mas lembrar que deste lado
É mais fácil estar seguro...