Clarice Lispector

"O que eu sinto eu não ajo. O que ajo não penso. O que penso não sinto. Do que sei sou ignorante. Do que sinto não ignoro. Não me entendo, e ajo como se me entendesse."

domingo, 6 de maio de 2012

De volta

Como eu desejo voltar a viver
Pois minh’alma precisa voltar a amar
Eu preciso voltar a sonhar
Talvez eu queira voltar a você
Mas se ao que eu quero voltar é viver
Eu preciso voltar atrás
Eu preciso voltar ao amor
Pois só isso me satisfaz
Pode ser que o que escrevo não faça sentido
Talvez só o que eu precise
É você...

Nenhum comentário: